Religião e Obesidade Podem Ser Inimigos

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

Um estilo de vida sedentário, assistir TV e comer alimentos gordurosos demais são motivos para muitas pessoas estarem com excesso de peso e obesos. Um novo item pode ser adicionado a essa lista: a religião.

Um estudo, realizado entre os americanos, revela que jovens adultos que frequentam regularmente as atividades religiosas podem ser mais propensos obesidade na meia-idade do que aqueles não religiosos.

O estudo incluiu 2.433 homens e mulheres jovens que faziam parte de uma pesquisa de “Desenvolvimento de Risco em Artérias Coronárias em Jovens Adultos” e foram seguidos por 18 anos. A participação religiosa variavam de alta (uma vez por semana ou mais), média (regular, mas não semanais), baixa (raramente) e nenhuma.

Os jovens entre 20 e 32 anos de idade que estavam na parte alta do envolvimento religioso tiveram 50 por cento mais chances de serem obesos no momento em que bateu a meia-idade em comparação com as da categoria de nenhuma atividade religiosa. Esses dados permaneciam iguais mesmo depois que os investigadores ajustaram a amostra em sexo, idade, raça, escolaridade, renda e índice de massa corporal dos participantes no início do estudo.

Durante o segundo ano de estudo, os pesquisadores descobriram que aqueles na categoria de elevada participação religiosa tendem a ser mulher, negra, e têm um IMC mais elevado.

O estudo não ofereceu nenhuma explicação do porquê da atividade religiosa estar relacionada com a obesidade na meia-idade. No entanto, outros estudos têm mostrado que o envolvimento com a religião pode estar associado com menores taxas de mortalidade.

“É possível que se reunir uma vez por semana e associar bons trabalhos e a felicidade com a ingestão de alimentos não sadios, poderiam levar ao desenvolvimento de hábitos que estão associados com um maior peso e obesidade”, disse o autor Matthew Feinstein, da Northwestern Medicine, em um comunicado imprensa .

“Nós não sabemos porque a participação religiosa frequente é associada com o desenvolvimento da obesidade, mas o importante é que estes resultados destacam um grupo que poderia se beneficiar dos esforços orientados para a prevenção da obesidade”.

Algumas organizações religiosas já estão fazendo esforços para ajudar as suas congregações a emagrecer e a ficar em forma.

Via: The Wichita Eagle

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

You may also like...

Tem algo a acrescentar? Compartilhe nos comentários.