Intelbras Lança Marca Própria de Notebooks

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

De acordo com o Diário Catarinense, a Intelbras pretende vender um modelo de notebooks por R$ 2,8 mil oferecido nas grandes redes de varejo, a empresa pretende atingir as classes B e C.

Confiante na popularização dos computadores portáteis, a Intelbras, maior fabricante de centrais telefônicas da América Latina, quer fechar o ano com metade da capacidade da unidade fabril paranaense dedicada produção de notebooks. A empresa, sediada em São José, já trabalhava com o notebook da marca Nova e, em fevereiro, lançou o primeiro modelo com marca própria.

O N6000w chega ao mercado equipado com processador Intel, 2 GB de memória RAM, placa model com velocidade de 56 Kbps e tela LCD de 12,1 polegadas. O aparelho pesa 1,85 kg e sai da fábrica com preço sugerido em R$ 2.799. O diretor de operações da unidade de computadores da Intelbras, Anibal Tavares, diz que, diante das condições de financiamento do varejo brasileiro, o foco são os clientes das classes B e C. Por enquanto, o N600w será encontrado em redes como Carrefour, Magazine Luiza e Lojas Americanas.

O aparelho é montado com componentes nacionais e importados de empresas asiáticas. A montagem da placa-mãe é terceirizada, mas a meta é, a partir de julho, a Intelbras passar a produzi-la. O trabalho é centralizado na unidade paranaense, que conta hoje com 280 funcionários. Capacidade para até 20 mil notebooks/mês A capacidade de produção atual é de 40 mil computadores de mesa e 20 mil notebooks/mês. A produção dos últimos, que inclui a montagem dos portáteis Nova, já utiliza 90% da capacidade, enquanto a produção dos desktops, cerca de 60%. Tavares diz que a Intelbras ficou com a sexta posição entre as empresas que atuam no varejo nacional no balanço de vendas de notebooks no primeiro trimestre de 2008. E a unidade paranaense dedicada a computadores é responsável, atualmente, por 50% do todo o faturamento do grupo. No ano passado, a receita bruta registrada pela Intelbras foi de R$ 365,1 milhões e o lucro líquido fechou em R$ 27,6 milhões, alta de 67,42% se comparado a 2006.

O projeto do novo notebook era discutido desde a metade do ano passado. Agora, afirma Tavares, a empresa pretende colocar novas versões do modelo no mercado, com lançamentos previstos já para maio.

Todos ganham, a popularização dos notebooks está fazendo com que os preços dos mesmos caiam cada vez mais.

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

Jack

Blogueiro, criador do ConteAqui. Escrevo para trazer informação e entretenimento.

You may also like...

Tem algo a acrescentar? Compartilhe nos comentários.