Fugiu da dieta no final de semana?

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

Emagrecer sem sacrifíciosVocê está morrendo de culpa porque fugiu da dieta no final de semana?

Pois bem, que atire o primeiro brigadeiro quem nunca comeu um docinho no de fim de semana, bem no meio da dieta.

Emagrecer sem dieta ou sem atividade física é impossível, porém você não deve se sentir a última das criaturas porque fugiu da dieta no fim de semana. Se isto acontecer, siga a vida, quero dizer a dieta em frente. Continue a dieta como costume, faça um pouco mais de exercícios no dia seguinte e tudo bem.

O grande erro é que muitas pessoas ao fugirem da dieta, passam a acreditar que tudo está perdido e abandonam a dieta. Nunca desanime, caiu tem de levantar, fugiu da dieta hoje amanhã tem de recomeçar. E o recomeço é simples, basta seguir a dieta exatamente como fazia antes do deslize. Não adianta querer compensar comendo apenas saladas no dia seguinte, pois uma alimentação saudável deve ser balanceada com todos tipos de nutrientes, em especial para quem deseja emagrecer.

O que engorda não é o docinho ou a feijoada no fim de semana, o que engorda é tornar isto uma rotina. Pemita-se ter uma ou outra refeição mais prazeirosa no final de semana, porém sem exageros e sem deixar que isto vire rotina também durante os dias de semana.

O grande truque é comer pouco e fracionado, ou seja menos e mais vezes durante o dia. Isto ativa o metabolismo, fazendo com que o corpo tenha de trabalhar mais, já que precisa metabolizar um maior número de refeições, mantendo um nível mais constante de glicose no sangue, sem precisar armazená-la para reserva (gordura). Ao longo do tempo o organismo aprende que não precisa grandes reservas, pois sempre tem alimento disponível.

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

Jack

Blogueiro, criador do ConteAqui. Escrevo para trazer informação e entretenimento.

You may also like...

Tem algo a acrescentar? Compartilhe nos comentários.