Cadastro Desatualizado No Banco de Dados

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

Utilizo serviços bancários há mais de 30 anos. Confesso que não consigo me acostumar com o atendimento telefônico prestado por determinados bancos até hoje.

Formatei meu computador. Portanto ao tentar usar o internet banking de um certo banco foi necessário gerar um código de cadastramento para o computador. Para gerar o código de cadastramento foi fácil, algo como 2 minutos de conexão com a internet. Algo bem barato e rápido.

De posse do código do cadastramento bastou ligar para o 0800 do banco, esperar apenas 28 minutos para falar com o atendente do banco. Aliás o que são 28 minutos de espera. Não foi nada, pois estava em casa mesmo. Imagina se fosse em uma fila, mas não foi em fila. Foi no conforto da minha casa.

Depois de ligar para o 0800, esperar um pouco, digitar uma certa opção, digitar uma outra opção. Ficar 28 minutos ouvindo a mesma música.

A seguir o diálogo travado:

Atendente: Boa noite, com quem em falo.

Eu: Meu nome é fulano de tal.

Atendente: Sr. Fulano de tal, em que posso ajudá-lo.

Eu: Preciso cadastrar meu computador para uso do internet banking.

Atendente: O código do cadastramento já foi gerado?

Eu: Sim.

Atendente: Para sua segurança, confirmarei com o Senhor alguns dados do seu cadastro. Tudo bem?

Eu: Tudo bem.

Atendente: Número do seu cartão do banco?

Eu: Número tal.

Atendente: Qual os 3 últimos digitos no verso do cartão?

Eu: números XXX.

Atendente: Sua data de nascimento?

Eu: Data tal.

Atendente: Sua cidade e estado nascimento?

Eu: cidade tal, estado tal.

Atendente: Seu número CPF?

Eu: Número tal.

Atendente: Nome completo da sua Mãe?

Eu: Fulana de tal

Atendente: Nome completo do seu Pai?

Eu: Fulano de tal

Atendente: Um momento por favor.

Eu: Sim.

Atendente: Informo que não foi possível efetuar o cadastramento do seu computador. Porque os seus dados estão desatualizados no banco de dados.

Eu: Como assim, desatualizados?

Atendente: Não estão atualizados.

Eu: A Senhora deseja algum outro dado?

Atendente: Não, os dados fornecidos estão desatualizados.

Eu: Desatualizados? Acontece que o meu nome não mudou desde que eu nasci, aliás a cidade o estado e o dia em que nasci não mudaram nos últimos anos. Sendo assim meus dados não podem estar desatualizados. Também meu CPF não mudou nunca desde que foi feito. O meu Pai e minha Mãe também são os mesmos, e não mudaram de nome desde que eu nasci, e olha que faz tempo que eu nasci.

Atendente: É que os dados estão desatualizados. Quando os dados estão desatualizados o Senhor poderá cadastrar o computador por um número de celular cadastrado, ou terminal bancário ou dirigindo-se até uma das agências do banco. Na agência o Senhor poderá atualizar os dados.

Eu: Sei.

Atendente: O banco tal agradece sua ligação e deseja uma boa noite.

Eu: Boa noite.

Entendo que o banco precisa ter segurança nas transações e autorizações feitas através do telefone. Mas assim já é demais. Gastei ao todo 35 minutos ao telefone e nada foi resolvido.

Bom, vou para de reclamar. Vou lá no banco amanhã para dizer que meu nome e dos meus pais não costuma mudar. Também vou aproveitar para comunicar que a data do meu nascimento não mudou, que a cidade e estado que eu nasci é a mesma já faz muitas décadas. Também direi que a Secretaria da Receita Federal orienta que não se mude o CPF, e portanto o meu CPF é o mesmo há décadas. Direi também que o número de cartão do banco não pode estar desatualizado, pois o cartão que tenho foi fornecido pelo próprio banco.

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

Jack

Blogueiro, criador do ConteAqui. Escrevo para trazer informação e entretenimento.

You may also like...

4 Responses

  1. gilmar says:

    tenho 1 gps apontador T501 mas nao consigo programar p/ falar os nomes das ruas aparescen os nomes das ruas mas nao se houven por favor alguem me ajuden? obrigado.

  2. I couldnt resist leaving a comment 🙂

  3. Julia says:

    Boa tarde,

    Acontece que nós não temos o direito de ser realmente ouvidos, pois ao ligarmos para um “help desk” quem está do outro lado tem a obrigação de empurrar com a barriga, para não encher o saco dos superiores. Muitas vezes, dentro da própria agência, o funcionário esbarra na má vontade dos chefes, que querem apenas ganhar seu salariozinho sem se importarem muito com os clientes, principalmente se referindo aos clientes mais pobres como “os pés-rapados”, “os borra-botas”, “os peões”, que vão agência apenas encher-lhes os sacos, que não compram os títulos de capitalização e os seguros de vida que a diretoria impões aos bancários como metas…

    Os bancos oferecem esse excesso de segurança apenas para não terem que reembolsar o cliente em caso de desvio de dinheiro, como aconteceu várias vezes, de $$$ desviado por “hackers”, logo, a segurança é para os banqueiros, que sempre alegarão que o sr.cliente teria dado a senha para outrém.

    Para o banco, transações pela internet saem “de graça”, sem custos operacionais. Mas eles não querem saber que o cliente pode viajar, formatar o computador, em suma, precisam s vezes usar outro computador, que não o já cadastrado…

    Se os bancos se importassem com a segurança dos clientes todos eles teriam vigilância nos salões de auto-atendimento, que funcionam aos sábados, dom., feriados, quando clientes são estorquidos sob as câmeras.

    Prá piorar, as autoridades não “mexem” com os banqueiros…

    Boa sorte a todos nós, nesta terra de ninguém!
    JULIA

  4. Leandro says:

    É, e olha que foram “somente” 35 minutos… e vc foi atendido. Já pode se considerar sortudo… 😛

Tem algo a acrescentar? Compartilhe nos comentários.